Linguagem[+]

domingo, 31 de julho de 2016

FÉRIAS EM ARMAÇÃO DO ITAPOCORÓY


DEPOIS DE ALGUNS DIAS DE FÉRIAS DE INVERNO EM MINHA QUERIDA ARMAÇÃO DO ITAPOCORÓY, NÃO PUDE DEIXAR DE FAZER UNS VERSINHOS...


NO FIM DE UMA MANHÃ ENSOLARADA

O mar é de um azul claro estampado
Por marolinhas mansas cor de prata
A refletir a luz, que o sol refrata
Em suas cristas e sai do outro lado.

Um barco adentra o porto, já adernado
Talvez por pescaria boa e farta
Desta Armação que a tradição retrata
Numa fartura do rico pescado.

Ah bela Armação doce e querida!
Dos ancestrais que me geraram a vida,
Minha e vindouros que eternizarão

A tradição da pesca, como a lida
Precípua sua, que foi concebida
Desde o começo a ser Armação.


VENTO OESTE

Quando o vento oeste encrespa o leito
Do mar que se acinzenta marolento,
O pescador já sabe que esse evento
É o prenúncio de seu bom proveito.

Um lanço de tainha está sujeito
A efetivar-se, na calma do vento,
Que além do peixe para o seu sustento
Traga o dinheiro a um inverno perfeito.

Assim, o pescador artesanal
Conhece bem a pesca sazonal
Que no inverno elege a tainha

À pescaria como um ritual
Desde o verão para ter o final
Só quando agosto chega ou se avizinha.


segunda-feira, 18 de julho de 2016

HOJE É DIA DO POETA TROVADOR




No dia do trovador
Quero deixar uma trova
Como a homenagem e prova
À trova que a tenho amor.

Seja em quadra, em sextilha
Ou décima "cancioneira",
Seja de qualquer maneira,
A trova me maravilha.

Mas trovador verdadeiro
Não basta ser só poeta,
Pois a trova é mais completa
     Com viola e violeiro. 

domingo, 17 de julho de 2016

HAICAI




Sim, é possível também compor Haicais. Vão duas composições.

A FLOR DA ÁGUA,
É DELA, AINDA PARCELA
DA MINHA MÁGOA.


FLOR SINGELA
A MIM ÉS TODO JARDIM,

OH FLOR MAIS BELA!


sexta-feira, 1 de julho de 2016

AMÁLIA RODRIGUES - AMIGA E PARCEIRA MUSICAL DE VINICIUS DE MORAES


Imagem - web 

     Amália Rodrigues, grande artista portuguesa que se destacou mais como cantora de fado, nasceu no dia primeiro de julho de um mil novecentos e vinte (1920) e merece hoje a homenagem devida a heróis, pois foi ela considerada uma heroína portuguesa, estando sepultada no Panteão Nacional de Portugal onde repousam outros portugueses ilustres. Considerada embaixatriz da cultura portuguesa, recebeu diversas distinções como Dama da Ordem militar de Sant’lago da Espada, Grande Oficial da Ordem do Infante Don Henrique, Ordem de Artes e Letras da França e outras tantas comendas. Um de seus fados de grande sucesso foi Gaivota, cuja letra é linda e diz que se uma gaivota viesse trazer-lhe o céu de Lisboa, no desenho que fizesse, bateria perfeitamente ao seu coração. 
      Compus então um fado a reler os seus versos e sonhar que um sabiá os cantasse em céu desta Ilha de idílios que é Florianópolis, onde eu habito. 

AMÁLIA RODRIGUES


Fado – Autor: Laerte Silvio Tavares

Se um sabiá viesse
"Trazer-me o céu de Lisboa",
Gorjearia numa prece
A melodia do céu
Na voz de Amália que ecoa
Com anjos cantando ao léu.

A mais perfeita canção
Em minha alma soaria
Como sagrada oração
Com a gaivota por tema
Trazendo a paz e a alegria
Dos anjos, neste poema.

Ouviria com certeza
Do sabiá brasileiro
Uma canção portuguesa
Da Amália em seu belo fado
Qual hino mais verdadeiro
Que por ela foi cantado.

Vai sabiá com teu bando
E traga-me o fado de lá
Na voz de Amália cantando
Sob o céu dessa Lisboa
Que em teu canto sabiá,
No céu do Brasil ecoa. 

Então terei por troféu
Em céu florianopolitano
A melodia do céu
Que o sabiá, em arranjos,
Canta para ouvido humano
O som que é próprio dos anjos.

Anjos de uma legião
Na qual Amália se esconde
E com eles canta a canção
Do fado melodioso
Que escuto vindo de onde
É céu e é silencioso.

É céu e é silencioso...

É céu e é silencioso...