Linguagem[+]

sábado, 13 de maio de 2017

MÃE

imagem web
 Dia das Mães é um dia de comemoração antiga e de abrangência quase universal, que ocorre desde as priscas Roma e Grécia. No Brasil, diferentemente de outros lugares, a data comemorativa estabelecida por decreto, ficou sendo o segundo domingo de maio. Eu cá, creio que dia das mães são todos os dias, por elas serem o esteio, núcleo e foco no convívio familiar. Além disso, existem mães que são mães, tias que são mães, avós que são mães, irmãs que são mães e até mesmo pais, que são mães, mas que não os poderemos contar como tal por não terem dado luz às crias tidas. Porém, havendo tantas parentes mães, no universo familiar e social, a figura da mãe torna-se preponderante na balança das atenções de uma sociedade ou nação. Por essas e outras razões é que deixo aqui minha homenagem com três poeminhas a elas com os meus cumprimentos efusivos, evocando à Virgem de Fátima, coincidentemente homenageada nesta época, para que derrame suas graças e bênçãos sobre todas as mães e que sejam muito felizes.
       

MÃE

Quando Deus criou o mundo
Sentiu um vazio profundo
Por não haver poesia.
E para existir tal arte
Faz o homem, dele cria
A mulher musa e reparte
Com ela, luz que procria.

E surge  a mãe criadora
Que é poesia e que fora
Concebida como um ente
A ser extensão de Deus,  
Perpetuando a semente
Em humanos filhos Seus
 Por amor e eternamente.

Ser mãe é ser luz eterna
Qual pequenina lanterna
A iluminar com esplendor  
Enorme, e sua luz irradia
Com raios de muito amor,
Esperança e poesia,
De raríssimo esplendor.

Dia das Mães é de luz,
Maior que outros, e  induz
O amor n’alma e coração
De filho reconhecido
Para a tal consagração
Do mortal ser, no sentido
Da luz à procriação.


MINHA MÃE!...

Mãe que não rima com nada
Era de rimar com tudo
E até na boca do mudo
Ouço-a pronunciada.

Palavrinha idolatrada
Pequena, enorme, e contudo,
Mais forte que um escudo,
Mais fraca que água parada.

Mãe, mamãe ou mãezinha
O nome é uma ladainha
Repetida ao mundo inteiro.

Eu, como perdi a minha,
A lembrança que eu a tinha
Encontro-a no travesseiro.




MULHER


POEMA PUBLICADO EM REVISTA DIGITAL – “ANTOLOGIA  EXTRAORDINÁRIA  NA FÉNIX – “MULHERES PELA PAZ” – MARÇO – AUSBURG ( ALEMANHA)”.


Com a lâmpada do sonho incandescida,
A donzela procura o próprio brilho,
E o reflexo de si espelha um filho
Como imagem a eternizar a vida.

Ânsias augustas, afagos à lida
De trilhar sob a luz do antigo trilho
Que trilhou sua mãe, como estribilho
De uma trilha da avó, já percorrida.

Lindo dom de ser mãe, eternizando
Essa luz que dá luz, e apaga quando
Outra luz se acender à luz futura.

E ser mãe é dar luz em brilho brando
Como estrela de um céu só seu, brilhando
 Por criar a criante criatura.



35 comentários:

  1. Olá!!Gostei da postagem, o amor de mãe é incalculável, realmente o mais puro que existe.
    Tenha um ótimo fim de semana!!

    ResponderExcluir
  2. Que lindos poemas em homenagem à nós mães! Da minha parte agradeço! abraços, chica e parabéns às mamães aí da tua família!

    ResponderExcluir
  3. Que riquíssima postagem em homenagem à Mãe!
    Todos os poemas são belíssimos em conteúdo e perfeitos na forma.
    Parabéns!
    Bjinho :)

    ResponderExcluir
  4. Perfeitas suas poesias!
    Sou mãe e concretizei assim um dos meus sonhos e amo a minha mãe que já partiu! Bj

    ResponderExcluir
  5. Perfeitas suas poesias!
    Sou mãe e concretizei assim um dos meus sonhos e amo a minha mãe que já partiu! Bj e lindo olhar

    ResponderExcluir
  6. MÃE, que palavra tão curta e quanto expressa!
    Bem merecida esta homenagem. Felicito-te!
    Conseguiste emocionar-me.
    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Olá Laerte.
    Amei os poemas homenageado as mães, lindo demais. E gostei muitos das suas palavras se referindo as tias, as irmas, avós que amam com um amor maternal e ate alguns Pai que cuidam e amam com a dedicação de um mãe. Ser mãe para mim foi o maior sonho que conquistei. Uma linda semana para você e todas as mães da sua família. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Meu caro amigo Laerte, sinto não ter feito este comentário mais cedo nesta tua postagem, para me integrar à tua comemoração ao Dia das Mãos (que, como tu dizes, dia das mães é todo dia).
    Bela homenagem esta do poeta Laerte, a partir do texto inicial como dos três poemas que seguem; "Mãe", "Minha Mãe!..." e, por fim, "Mulher". Uma homenagem à altura do poeta Laerte, que certamente encheram de ternura os corações de todas as mães.
    Solidarizo-me, pois, com esta tua homenagem às mães brasileiras e do mundo. Parabéns.
    Um grande abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  9. Olá, Laerte, que bonito! Sem dúvida uma homenagem de peso no Dia das Mães e eu, pelo parte que me toca, agradeço sensibilizada.
    Grande abraço, amigo, uma linda semana!

    ResponderExcluir
  10. Linda homenagem a Mãe!
    Queremos as palavras mais bonitas, os sentimentos mais profundos para externar o significado bendito das Mães!
    Nosso coração é puro amor quando pensamos nela!
    Tenha uma semana muito feliz!Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Foi comemorado em família.
    E elas (mulher, sogra, cunhadas) ficaram muito felizes.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderExcluir
  12. Poemas muito sensíveis de homenagem à Mãe. Gostei imenso.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Sim, dia das mães é todo dia. Gostei dos versos, parabéns pela inspiração.
    abraço

    ResponderExcluir
  14. Belos e portentos versos exaltando as mulheres, agradecida pela fatia que me coube.
    PS:
    Amigo Laerte, uma honra receber uma interação oriunda da sua lavra em um texto meu. Por demais agradecida.
    Abração!

    ResponderExcluir
  15. Caro Laerte

    No seu texto introdutório aos seus ricos poemas de homenagem à Mãe e à Mulher, ficou bem patente que Mãe é quem cuida. Não interessa se é a avó, a irmã, o pai, ou mesmo alguém que puxou para si essa missão, o importante é levar aquele cunho de amor e abnegação que inunda o coração das mães. Um amor universal que deveria bastar para que o mundo vivesse em paz e harmonia.

    Gostei imenso do seu post e muito obrigada pela parte que me toca.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  16. Caro Laerte

    No seu texto introdutório aos seus ricos poemas de homenagem à Mãe e à Mulher, ficou bem patente que Mãe é quem cuida. Não interessa se é a avó, a irmã, o pai, ou mesmo alguém que puxou para si essa missão, o importante é levar aquele cunho de amor e abnegação que inunda o coração das mães. Um amor universal que deveria bastar para que o mundo vivesse em paz e harmonia.

    Gostei imenso do seu post e muito obrigada pela parte que me toca.

    Abraço

    Olinda

    ResponderExcluir
  17. Olá Laerte!
    Que belos poemas a homenagear as mães, seres quase divinos que amam como ninguém!
    Agradeço a sua visita no meu blogue e as encantadoras palavras que por lá deixou, será sempre muito bem-vindo!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  18. Olá, estimado Laerte!

    Que linda foto e postagem!

    Mãe, de facto, é única! O poema está tão iluminado!

    Quero lhe comunicar que nossa amiga LENINHA foi hoje, de manhã, submetida a uma delicada e inesperada cirurgia. Peço seu olhar e fé na direção dela.

    Abraços e mto te agradeço.

    ResponderExcluir
  19. Sentida e bela homenagem.
    Bom fim de semana
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
  20. Escreveu uma bela homenagem.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  21. Feliz foi você em sua homenagem às Mães - Mulheres! Agradeço!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  22. Olá, estimado amigo Laerte!

    Embora o contacto entre você e a Leninha tendo sido recente, ainda, já deu pra ver a amplitude e grandeza da alma dela. Reforçarei seu pensamento e oração em relação a ela lá no blog.

    Muito lhe agradeço por tão gentil gesto nos nossos blogs.

    Um beijo nosso com elevada estima.

    ResponderExcluir
  23. Caro amigo
    Como Mãe, agradeço a homenagem.O seu texto é muito bom e escolheu 3 poemas belíssimos.Deve ser uma pessoa com uma enorme sensibilidade.Bem haja.
    Bom fim de semana.
    Um abraço
    Beatriz
    VIDA E PENSAMENTOS

    ResponderExcluir
  24. Dia da mãe é mesmo todos os dias...
    Três excelentes poemas, gostei muito de todos eles.
    Bom fim de semana, caro amigo Laerte.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  25. Olá amigo, navegando em blogs de amigos observei seus comentário e vim até aqui, Amo poesias e gostei muito das suas. Já estou seguindo e com certeza voltarei mais vezes. . Lhe convido a conhecer os meus, se gostar seguir ficarei muito grata. Tenho um final de sema feliz e abençoado. Abraços

    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá amigo, navegando em blogs de amigos observei seus comentário e vim até aqui, Amo poesias e gostei muito das suas. Já estou seguindo e com certeza voltarei mais vezes. . Lhe convido a conhecer os meus, se gostar seguir ficarei muito grata. Tenho um final de sema feliz e abençoado. Abraços

    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Laerte,
    Vim aqui ter através do belo comentário em forma de soneto.
    Já estou a seguir este blog que gostei muito.
    Relativamente ao dia da mãe, todos os dias o são. :)

    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir
  28. Boa tarde, Laerte,
    é ruim comentar por último, pois tudo já foi dito rssssssss
    o início, maravilhoso com três poemas que fazem homenagem a todas às mães, poemas de uma construção belíssima, sensível. Abraço!

    ResponderExcluir
  29. É de quem muito sente. Belíssima inspiração para o dia da mãe.

    Beijinho amigo, Laerte.

    ResponderExcluir
  30. Caro Laerte, infelizmente estou longe da minha mãe. Isso dói-me todos os dias, mas todos os dias, lembro e oro pela minha mãe.
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  31. Amigo Laerte saio daqui emocionada e não lhe sei dizer qual dos poemas mais me tocou.
    Sou mãe e sou filha e neste dois papéis, sou feliz!
    Obrigada por este emotivo momento e pelo inspirado poema que deixou no meu blogue.

    Beijinho e boa semana

    O Toque do coração

    ResponderExcluir
  32. grata por todo o seu carinho no meu Cotidiano.
    Abraços carinhosos meus.

    ResponderExcluir
  33. Bom dia Laerte. Abençoados sejam os seus versos, e que Deus continue inspirando-os a você, para que traga alegria e consolo, esperança e beleza ao mundo carente de palavras e sentimentos belos. Os poetas são como as flores: muitos acham-nos apenas acessórios espalhados pelos caminhos, mas ai do mundo se não mais existissem. Andaríamos por estradas desnudas e desertas de beleza e sem estes marcos da bondade de Deus para com o mundo.
    Uma feliz e plena semana!
    Abraços
    Bíndi e Ghost - A Esquina dos Versos

    ResponderExcluir
  34. Magnífica homenagem ao ser mulher, ao ser mãe que é plenitude do amor de Maria aqui nessa dimensão, beijos, Lúcia!

    ResponderExcluir