Linguagem[+]

domingo, 30 de julho de 2017

Haicai

     Haicai é um estilo literário de poemas em que com apenas dezessete sílabas em três versos, o poeta descreve um momento da natureza captado e expresso da seguinte forma: o primeiro verso com cinco sílabas, rima com o terceiro verso também de cinco sílabas, enquanto o segundo verso de sete sílabas, deve ter a rima entre uma palavra anterior com a última palavra do mesmo verso. 
     Esta forma poética tem origem oriental, japonesa do século XIII e chegou ao Brasil no século vinte. Advém da filosofia Zen Budista representada pela brevidade e simplicidade. Os poemas são projetados para transmitir a essência de uma experiência em formato curto. Hai, no linguajar japonês, significa brincadeira e kai, harmonia. 
     Normalmente com um haicai acompanha uma pintura chamada Haiga, quase sempre é flor, e eu, querendo postar meus haicais e homenagear o grande poeta brasileiro Mário Quintana pela passagem de seu dia de nascimento (30/07/1906), arbitro, como minha haiga principal, uma moldura com um poeminha a Quintana, depois os poemas com outras haigas.



Roseira a florir
A abelha senta e espelha
O fruto ao porvir

Fruto que sente
O ouro novo vindouro 
Que é a sua semente

Semente santa
Que na terra se enterra 
E vira árvore - planta 

Que a voz do vento
Vaga voe e traga
Bom pensamento

Sol é um tesouro
Cora e cobre a aurora
Com a luz de ouro

Que estranho é o mar
Bravio dar assobio 
E cantarolar 



46 comentários:

  1. Gostei muito de conhecer o estilo literário haicai, sem dúvida requer bastante criatividade e sensibilidade para relatar sobre a natureza. Adorei os versos!!
    Uma ótima semana!!

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de haicais e gostei dos teus! abraços, linda semana,chica

    ResponderExcluir
  3. Gostei MUITO!!
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderExcluir
  4. Sem dúvida um artista da poesia, Laerte. Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. /poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Obrigada caro Poeta, seja bem-vindo à minha página.
    Gostei da sua poesia, da forma como o fez e das suas explicações poéticas.
    Um abraço e volte sempre.
    Luísa Fernandes

    ResponderExcluir
  6. A história dos poemas Haicais que o Japão alterou o nome
    para Haiku - forma mais erudita dos Haicais - é longa e
    envolve a filosofia Zen...
    Gostei da homenagem ao singular poeta das coisas simples
    e dos seus Haicais, estimado Laerte.
    Dias felizes por terras de Floriano, S José, Santa Catarina,
    Meia-praia...
    Abraço amigo.
    ~~~~

    ResponderExcluir
  7. uma bela homenagem e uma excelente lição sobre os haicais, se bem que nem todos se regem pelas suas regras, assim como o soneto que também obriga a várias regras, mas...
    meu amigo Laerte agradeço a sua forma de comentar o meu ultimo trabalho sobre a solidão em que voçê fez um poema muito belo que até me comoveu...
    boa semana
    beijo amigo
    :)

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha ouvido falar dessa forma poetica, simples e bela.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Belíssima homenagem! Gostei muito.
    Uma excelente semana
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá Laerte
    Belíssima homenagem fizeste ao Mario Quintana
    E nos agracia com estes Haikais soberbos
    Um poetar ímpar de grandiosa beleza.
    Um abraço e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  11. Oi amigo poeta.
    Haicai bem feito não é fácil.
    Os seus ficaram muito bons.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Olá mestre, bem lembrada data de aniversário do Mário Quintana.
    Gosto da estrutura Haikai Silo e já experimentei muitos no Recanto das Letras e no blog. Perfeitos e belos os seus.Você me acordou para exercitar novamente nesta estrutura regida pelas estações do ano. Neste caso nosso o Inverno.
    Uma boa semana amigo.
    Meu terno abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito deste post, de ficar a saber mais sobre o Haicai e dos poemas Haikai

    um beijinho e uma boa semana
    Gábi

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito dos poemas! Obrigada pela visita ao meu blogue. :)

    ResponderExcluir
  15. Bom dia querido amigo poeta! Lindos os seus haicais, delicados e cheios de sensibilidade. Nosso gauchinho no céu deve estar a sorrir e agradecer por esta homenagem tão bonita.
    Obrigado por seu poema em nossa esquina...sempre cheio de criatividade e carinho. Um grande abraço!
    Bíndi e Ghost

    ResponderExcluir
  16. Gostei de ler sobre os haicai. Não me parece nada fácil. Foi bonita a sua homenagem a Mário Quintana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Bonita homenagem. Gostei de saber mais de haicai.
    Poetizou bem e as cerejeiras do Japão ao vivo é verdadeiramente um show...
    Abç

    ResponderExcluir
  18. Sempre a aprender meu amigo.

    Obrigado pelo ensinamento que tirei

    ao ler este seu post.

    Um abraço amigo.

    Irene Alves

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde, Laerte
    Que belos Haikais encontrei aqui.
    Gostei imensamente da homenagem a Mario Quintana.
    Agradeço a sua gentil visita ao meu blog.
    Será sempre um prazer te receber por lá.
    Um abraço amigo nesta quinta-feira de
    Verena e Bichinhos.
    http://bichinhosamados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Adorei o texto informativo sobre a teoria do haicai, assim como a homenagem e os seus maravilhosos haicais. Beijos e desejos de um fim de semana de felicidades.

    ResponderExcluir
  21. Lindas as tuas haicais, tão subtis e primorosas, assim como a homenagem ao grande Mário Quintana. Não conhecia as primeiras,mas achei as de uma delicadeza a toda a prova. Muito o obrigada pela visita ao barlavento.Volta sempre, prometo postar algo novo...Bjs.

    ResponderExcluir
  22. Olá, caro Laerte.
    Não é tarde nem cedo, é
    agora que tem hora,
    antes que se faça tarde,
    deixo-te abraço sem demora.

    Belo trabalho a lembrar um Senhor e a simplicidade difícil do Haikai.

    ResponderExcluir
  23. Nunca experimentei fazer haikais, mas não é fácil...
    Gostei muito dos que aqui tem, versatilidade não lhe falta.
    Um bom fim de semana, caro Laerte.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  24. Parabéns pelo texto e pelos lindos haikais!
    Gratidão por tua visita no blog e comentário.
    Abraço

    ResponderExcluir
  25. Lindo, lindo, lindo!
    O que eu aprendo quando passo por aqui.
    Obrigada Laerte.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Olá, querido amigo Laerte!

    Mais um excelente e completo post. Parabéns!
    Eu já sabia alguma coisa sobre haicais, composição literária, que só conheci melhor qdo comecei a falar e comentar blogs de meus amigos brasileiros.

    História, enquadramento histórico, sempre faz falta para apresentar um tema e tu o fazes, na perfeição, embora se baseando em fontes, naturalmente.

    Lindos e cheirosos teus haicais! E a florezinhas cor de rosa são uma lindeza.

    Grata por tua presença em meu blog, mais uma vez. Fiquei tb sabendo nos teus excelentes poemas, em forma de comentário, que a 09 desse mês és aniversariante, portanto na próxima 4ª feira. É assim? A gente, depois, se fala. Tá?

    Se pretenderes, gostaria que passasses por um blog de um amigo e comentarista meu de nome António e cujo blog dele se chama: "Aponarte". Ele fez um comentário nessa minha mais recente postagem, é professor e tem posts de mto interesse. A gente se dá mto bem e eu gosto de fazer surpresinhas boas para os amigos.

    Meu querido e lindo amigo, te desejo um maravilhoso fim de semana, embora o frio ande por aí e em Lisboa calor, mas com ventinho.

    Um beijo e um abraço com mta amizade.

    ResponderExcluir
  27. Lendo, curtindo e aprendendo nesse sugestivo silo lírico, transbordante de inspiração em prosa e verso; recanto amigo de partilhas mais que literárias.

    Passando para conhecer esse espaço, retribuir sua visita e tão gentil comentário lá em nossa página.

    Um abraço. Bom domingo e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  28. Bela homenagem, são lindos os seus haicais.
    Gostei muito de saber como se fazem.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  29. Bom dia Laerte,agradeço pelos versos em palavras tão delicadas que você faz aos meus poemas.
    Eu nuca fiz haicai,mas quem sabe se tentar conseguirei.rs
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  30. Olá Silo! Muito bom ver-te tão bem acompanhado de Quintana e haicais tão sensíveis e ligados à natureza! Um abraço!

    ResponderExcluir
  31. Palavras simples
    em um formato simples,
    mas que nos tocam o coração...

    Abraço...
    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  32. Gostei muito dos seus haicais, o que homenageia e o outro, acho uma maneira de "poetar" bem difícil, mas linda no resultado.
    Grande abraço. Léah

    ResponderExcluir
  33. Larte
    É blogueiros do do Brasil que vou sabendo, como são os haicais. Agora fiquei a saber porquê do Brasil, já aqui, o haicai, não é usual. Gostei de ler mais sobre esse género literário.
    Agradeço a passagem pelo meu blog. Informação: os meu próximos livro em edição e com provas revistas, serão também distribuidos no Brasil, são eles: SENHORA DO MAR (pesia) e BRASIL - O SORRISO DE DEUS (prosa, história da descoberta e colonização do Brasil)
    Brasil – País do futuro:
    Análise Sociológica das Elites Basileiras

    mornaguerra.blogspot.pt
    Abraço

    ResponderExcluir
  34. Larte
    É blogueiros do do Brasil que vou sabendo, como são os haicais. Agora fiquei a saber porquê do Brasil, já aqui, o haicai, não é usual. Gostei de ler mais sobre esse género literário.
    Agradeço a passagem pelo meu blog. Informação: os meu próximos livro em edição e com provas revistas, serão também distribuidos no Brasil, são eles: SENHORA DO MAR (pesia) e BRASIL - O SORRISO DE DEUS (prosa, história da descoberta e colonização do Brasil)
    Brasil – País do futuro:
    Análise Sociológica das Elites Basileiras

    mornaguerra.blogspot.pt
    Abraço

    ResponderExcluir
  35. Bom dia Laerte!
    Que bela homenagem à Quintana. Gostei de ler seus perfumados HaiCais. Andei me arriscando a rabiscar alguns, se puder veja em meu blog e deixe suas impressões.

    Um abração!

    ResponderExcluir
  36. Olá Laerte! Fiquei muito feliz com a tua visita e amável comentário deixado no nosso humilde espaço.

    Confesso que, apesar de gostar do haikai, desconhecia a regra. Vou tentar, ainda, mexer a cuca para ver se sai algum. Quem sabe, daqui há alguns anos eu consiga criar haikais belos como os teus. rsrs.

    Abraços,

    Furtado

    ResponderExcluir
  37. Que lindos, eu não sabia da métrica sobre haicai, nossa, é difícil, mas ficaram lindos os seus!
    Amei ler, aprender, sentir aqui a beleza de seus versos poéticos!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  38. Gracias por compartir este bello homenaje con información certera sobre estos versos.
    Un abrazo.
    Ambar

    ResponderExcluir
  39. Hola, soy yo de nuevo, posteaste el 30 de Julio y yo acabo de verlo ahora, creo que bloger no va muy bien.
    Otro abrazo.
    Ambar

    ResponderExcluir
  40. LAERTE,
    Vivendo e aprendendo! A explicação foi ultra didática, fui lendo como boa aluna, que gosta de saber a origem das coisas. Lendo e vendo, seguindo a métrica e as rimas. Que gracioso que fica, e os japoneses adoram essas flores! Bem deles.
    Gostei muito, 'muitos parabéns' como dizem nossos amigos portugueses! Acho que esses foram os Haicai que mais gostei. Estão nasceu no século XIII e só chegou aqui no século XX???
    Grande abraço! Fiquei fã dos Haicais.

    ResponderExcluir
  41. Ah, ah, É HOJE!

    Um dia muito feliz, repleto das maiores venturas, saúde, amor, poesia e vida longa e com qualidade.

    FELIZ ANIVERSÁRIO, MEU QUERIDO AMIGO SILO!

    Um beijo de ♥.

    ResponderExcluir
  42. Pois hoje fiquei sabendo que o meu amigo Laerte está de aniversário
    ; então aproveito a oportunidade para dar-te o meu forte abraço, como os meus votos de muitas felicidades, no convívio com tua esposa e teu filho. Os três merecem uma vida plena de alegria.
    Mas, tirante ao aniversário, não poderia deixar de dar-te os parabéns pelos excelentes Haicais, e também com o capricho dessa bela edição. Salve, amigo poeta!

    Um grande abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  43. Belas mensagens a se propagar em poesia. E neste dia especial, também desejamos que tu Laerte 'saia de teu ninho a semear sementes sem coleta do fruto', para que ele possa ser colhido por aqueles que te amam e te admiram pelas notáveis produções e pela pessoa maravilhosa que és.
    Felicidades!

    ResponderExcluir
  44. Escrever haicais não é para qualquer um. Além do cumprimento formal, o conteúdo tem que ter sentido. Já experimentei mas andei um tempo à volta deles (uns quatro).
    Gostei muito dos teus!
    Bjinho

    ResponderExcluir
  45. Estive inserida num grupo de haicais. São de uma simplicidade exigente e têm a natureza como pano de fundo. O grupo acabou porque não era suposto que os membros estabelecessem entre eles laços de amizade. Achei estranho e lamentei.
    Os teus são belíssimos, Laerte. Toca-se-lhe o espírito.
    Parabéns por este magnífico post.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir