Linguagem[+]

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

NATAL

BARBA-DE-VELHO - FOTO: WEB

Época de Natal é tempo de levitação das almas, que leves e saltitantes (mas não volúveis), passam a distribuir sorrisos, abraços e cumprimentos às outras. A minha alma foi buscar alegria natalina na lembrança da infância, e em recordações de sentimentos daquela época. Eu fiz a ela um pequeno poema, que para ser sentido por outras almas, há de ser entendido pelo intelecto, ao qual também fiz uns versinhos, e então, explico racionalmente os dados da situação de outrora.
Há duas datas que me marcam sobremaneira – Natal e Sexta-Feira Santa. Nasci de pais com descendências portuguesas, em praia de armação baleeira colonizada por portugueses continentais e açorianos. Pela cultura local, Natal era de hábito, cantorias de Ternos de Reis, em que músicos, ao som de rabeca, pandeiro e viola (às vezes gaitas), iam às casas para cantar, anunciando a chegada do Menino Jesus, nas noites que antecediam à data, surpreendendo a todos. Entre os músicos, havia um personagem cognominado de “velha” – um elemento do sexo masculino, vestido com roupa feminina a representar uma velhinha que pedia esmola (a contribuição financeira à equipe). E às crianças, que esperavam o presente do Bom Velhinho, a maior surpresa seria reservada pelos pais, para a manhã do dia de Natal ou seja, na madrugada desse dia, depositavam os presentes nos ninhos que elas faziam e deixavam à espera, mas os pais juravam que quem ali deixou presentes, foi o Papai Noel. Os ninhos eram cestos ornamentados com barbas-de-velho (plantas epífitas de caules filiformes) distribuídas, harmonicamente no fundo de vasilhas e enfeitadas com flores da época, como o jasmim-mimoso, de doce aroma. Digo vasilhas, porque esses ninhos eram improvisados em quaisquer vasilhames, que cada criança o adequaria – caixas, bacias, alguidares de barro, e outros; porém, o mais tradicional, seria em balaias (balaios rasos), confeccionadas em cipó e taquara.

Obs. Ficarei ausente, de férias, até meados de fevereiro. Desejo a todos um  Feliz Natal e Ano Novo repleto de saúde, muita luz, paz, amor e realizações pessoais e profissionais. Laerte.

VERSOS À ALMA

Natal – memória aguçada!
Barba-de-velho entre flores,
Lembranças de outros valores
No sono da madrugada.

Terno de Reis à calçada,
Violas, gaitas, tambores
Acompanhando os cantores
A velha – representada.

Armação tão portuguesa
Traz-me hoje a mente acesa
À tradição do menino.

Depois de tantos segredos,
Pegar no ninho os brinquedos,
Lembro, o quanto era divino...


VERSOS À MENTE

Noite de Natal, há encanto
Místico ou sobrenatural,
Inexplicável, real,
Mas incrível, entretanto!

Há um espírito santo
Sobrepondo-se ao trivial
Espírito tão pessoal
De cada ser, para espanto

Do sublime sentimento
Transmitido no advento
Da espera por Natal.

Assim, eu sinto esse Bento
Clima subliminar, que tento
Definir, e é surreal.

33 comentários:

  1. Na minha meninice, o ninho era um sapato, onde o Menino Jesus depositava o seu presente na noite de 24 para 25.
    Depois, veio o Pai Natal. Mas já nem as crianças acreditam que ele exista...
    Belíssimo post de Natal, com dois magníficos poemas.
    Caro amigo Laerte, os meus votos de um FELIZ NATAL e de um óptimo ano de 2018.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. .
    Boa tarde. Passando, lendo, vendo, apreciando, gostando, e deixando votos de um Natal Muito feliz, extensivo a toda a família e amigos.
    .
    hoje: *Teus lábios, de amor, queimando*
    .

    ResponderExcluir
  3. In questa atmosfera magica e piena di poesia,
    di tutto cuore ti auguro un Buon Natale ed un immenso abbraccio.

    ResponderExcluir
  4. Meu caro Laerte, incorporaste o espírito do evento. Muito bom! Como já dizia o grande Fernando Pessoa: tudo vale a pequena quando a alma é grande. Um abração. Tenhas um bom Natal, boas festas e uma boa vida.

    ResponderExcluir
  5. Adorei te ler e ver a barba de pau,como conhecemos aqui... Lindas poesias!

    Desejo FELIZ NATAL e tudo de bom no 2018! abraços,chica

    ResponderExcluir
  6. Passando para desjar umas felizes festas

    ResponderExcluir
  7. Olá, Laerte!

    Que texto bonito e com tradições, que desconhecia.

    Belos poemas, apropriados à época.

    SANTO NATAL, BOM ANO NOVO E EXCELENTES FÉRIAS!

    O ano aí "não" começa no dia 01 de Janeiro, começa só em março, depois do carnaval, né (rs)?

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Laerte!
    Desejo um feliz natal cheio de saúde, paz e amor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Caro Laerte

    O seu texto é lindo, contando os seus hábitos da infância e fazendo-me conhecer essa tradição. Penso que a tradição une as pessoas, indo cada um de nós colher uma coisinha aqui e outra ali e às tantas descobrimos que não estamos tão longe uns dos outros como pensávamos.

    Assim, os dois poemas coloca-nos no cume desse bom sentir que nos leva a querer festejar e abraçar os nossos semelhantes, não só nesta quadra festiva como também durante o ano todo.

    Meu amigo, BOM E SANTO NATAL E QUE O ANO NOVO LHE TRAGA O QUE MAIS DESEJA.

    Abraço.

    Olinda

    ResponderExcluir
  10. Ola Laerte, que bonito presente que esses poemas ! e a lembranças das tradições de Natal que são deveras numerosas ! na minha infância era o menino Jesus que trazia as prendas e colocava no sapatinho!
    ninguém se preocupava em saber como ele ainda bébé conseguia chegar a todas as casas e fazer a distribuição dos presentes, acho que ninguém queria saber, fazia parte da magia !!!

    não me esqueci da belíssima ilha de Santa Catarina:

    http://www.azores.gov.pt/Portal/pt/novidades/270+anos+da+chegada+dos+A%C3%A7orianos+a+Santa+Catarina+no+Brasil+comemorados+em+2018.htm?lang=pt&area=ct

    ...270 anos da chegada dos Açorianos a Santa Catarina, no Brasil, comemorados em 2018...

    ...A exposição pretende mostrar a arquitetura e a poesia nas janelas de origem portuguesa na ilha de Santa Catarina, no arquipélago dos Açores e em Portugal continental, oferecendo um paralelo arquitetónico e mostrando a influência dos Açores e de Portugal na arquitetura deste estado brasileiro....

    Deixo votos de Feliz Natal, muita saúde e fraternidade
    Angela

    ResponderExcluir
  11. ~~~
    É interessante verificar como as festividades também se adaptam ao local, ao meio ambiente e ao clima.
    Achei muito interessante esses cestinhos forrados de «barba de velho»...
    Laerte, gostei tanto da prosa como do terno poema. Foi uma leitura muito agradável.
    Tem dias festivos em comunhão, harmonia e divino contentamento.
    Grande Abraço, Amigo.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  12. A Sexta-feira Santa é um dia triste. O Natal é alegre. mas acho a primeira data muito mais reflexiva.
    Bom descanso, e Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  13. Votos de Feliz Natal com paz e saúde.
    Boas férias. Um abraço

    ResponderExcluir
  14. Laerte, passei para lhe desejar a Si e a todos os seus um Santo e Feliz Natal e um 2018 com tudo de Bom.
    Um Abraço.

    ResponderExcluir
  15. Olá amigo Laerte
    Que seu natal seja repleto de amor e muita felicidade, porque pessoas especiais como você sempre deverão ser abraçadas pelas coisas boas da vida. Feliz Natal!
    Um abraço com carinho e beijos no coração

    ResponderExcluir
  16. Te quería mandar algo súper especial para esta Navidad, pero tuve un problema... ¿Cómo envuelves un abrazo? ¡¡FELIZ NAVIDAD!¡

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde. Admirando a beleza natural e maravilhosa da sua publicação/texto/poema, passo também, para desejar um ANO NOVO de 2018, muito feliz, extensivo a família e amigos..
    .
    hoje: * Embriaga-me nas tuas Emoções *
    .
    Continuação de boas festas.
    .

    ResponderExcluir
  18. Seja sempre Natal!

    Beijos, Laerte :)

    ResponderExcluir
  19. Gostei de reler tão magníficos poemas.
    Caro amigo Laerte, o meu desejo de um BOM ANO NOVO, extensivo à família e amigos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  20. Passei de novo, e o que me apraz dizer meu amigo: um texto real, lindíssimo, e uns poemas soberbos, obrigada pela vossa partilha,
    eu adoro poesia!
    Aproveito para deixar um agradecimento pelas vossas palavras deixadas nos meus cantinhos, de reflexão, lamentação e oração, obrigada amigo. Um beijo Fraterno.
    DESEJO-LHE UM BOM ANO, sobretudo com muito amor, saúde e Paz!
    SEJA MUITO FELIZ
    Josélia

    ResponderExcluir
  21. .
    Passando, vendo, lendo, elogiando o seu bonito blogue e as suas publicações poéticas e não só, anunciando:
    .
    Tema: *Geladas gotas na dor da separação*
    .
    Que o Ano Novo de 2018, entre na sua vida pela porta do coração, trazendo: Saúde, Paz, Fraternidade, Amor, Gosto pela Partilha.
    .
    FELIZ ANO NOVO

    ResponderExcluir
  22. Então, mal o menino inicia as festas escolares, lá
    vai o amigo para o seu ninho de paz, em harmonia
    com a natureza...

    Passei para desejar ótima entrada e um ano de 2018
    especialmente bom para si e toda a família.

    Abraço
    ~~~

    ResponderExcluir
  23. "Há duas datas que me marcam sobremaneira – Natal e Sexta-Feira Santa." - Também para mim, amigo...

    Na impossibilidade de o ter feito antes, desejo que a quadra natalícia tenha sido vivida em plenitude pessoal e familiar e que o eco das Boas Festas se faça sentir no hoje e sempre. Formulo, agora, os meus sinceros votos para que o ano de 2018 se cumpra em conformidade com os teus desejos.
    Com afeto, deixo um bjinho

    ResponderExcluir
  24. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Olá caro Laerte, de encontro à sua linda poesia sobre o Natal, e dos seus tempos de menino... fez-me relembrar um pouco da minha meninice, esperando ver descer pela chaminé o Jesus Menino carregando as prendinhas que andando toda a noite a pé. Belos tempos esses!! Eram tempos de inocência. Gostei, pois é a festa do ano, que mais se enquadra com a minha fé.
    Feliz Ano Novo, amigo Laerte!!
    Que seja recheado de paz, sáude amor e alegria.
    Beijinho e felicidades.
    Luisa Fernandes

    ResponderExcluir
  25. Passando para lhe desejar um feliz ano novo. De 1 de Janeiro a 31 de Dezembro, que sejam 365 dias de saúde alegria paz e amor.
    Abraço

    ResponderExcluir
  26. Agradeço as suas mensagens e visitas ao longo do ano que passou.
    Votos de um 2018 cheio de saúde e alegria!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  27. O Espírito do Natal passou por aqui...
    Que o seu Ano Novo seja excelente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Ola Laerte!
    Vim desejar um ótimo ano novo, repleto de paz, saúde e amor
    para você e sua família.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  29. Desejo-lhe um ano bem venturoso, cheio de amor, paz e muitas realizações. Quero agradecer seu carinho e amizade e que continuemos nessa fantástica interação. Aproveite as férias ao máximo. Amei a partilha!
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  30. Feliz Ano Novo!!!

    Aproveite bem as férias, descanse, divirta-se!

    Até breve!!!

    ResponderExcluir
  31. Umas férias apetecidas e de certo bem merecidas! Que sejam a gosto e aproveito para desejar um feliz ano de 2018!
    Os poemas, como sempre, a preceito e perfeitos.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  32. la luz echa oro en tus poemas Silo LIRICO desde mi rincon te invito a visitarme y espero te agrade mi nuevo post , recibe un fuerte abrazo tu amigo . jr.

    ResponderExcluir